—  Bê-a-bá dos Investimentos
Ações da Apple em “promoção”. Hora de comprar!

Quando você investe nos fundos de ações americanas da Warren, você vira sócio das maiores empresas do mundo, como a Apple, o Google, a Disney, a Netflix e a Nike. Todas estas empresas são sólidas, gigantes e têm performances históricas impressionantes na bolsa.

Invista em ações da Apple.

A Apple, por exemplo, tem uma história curiosa quando se trata de valorização de ações de uma empresa. Um dos fundadores da Apple foi Ronald Wayne, um guru administrativo pacificador entre as discussões do Steve Jobs e Steve Wozniak. Wayne tinha 10% da empresa e, não vendo futuro no que a empresa estava fazendo, resolveu vender sua participação por U$ 800 após 12 dias na empresa.

Hoje 10% na Apple vale ao redor de U$ 80 bilhões.

Wayne diz em entrevistas que não se arrepende da decisão. Mas vamos ser francos: provavelmente ele afirma isso ao levar em consideração diversos fatores que não o dinheiro. Qualquer investidor no lugar dele estaria arrependidíssimo.

O que a atitude de Wayne tem a ver com você?

Wayne vendeu sua parte da empresa em um momento ruim e de descrédito, o que é uma das piores atitudes de um bom investidor. Muitos encaram cenários de queda na bolsa como o momento ideal para vender papéis a fim de evitar a perda de dinheiro. Porém, como falamos aqui nesse post, a coisa no mundo dos investimentos não funciona dessa forma.

Depois de uma alta generalizada, as ações de diversas empresas americanas caíram e estão “em promoção” nas bolsas americanas.

— As empresas americanas estão em queda por causa da política monetária imposta pelo FED, Banco Central americano, e pelas turbulências da guerra comercial entre Estados Unidos e China - analisa o Gerente de Relacionamento da Warren Brasil, Felipe Beys.

A Apple é uma das empresas atingidas. As ações caíram de U$ 230,00 para a casa dos U$ 160,00.

Untitled-3

E o que os investidores da Apple estão fazendo diante da queda?

Os inexperientes estão vendendo.
Os inteligentes estão comprando. Investindo mais.

E você? Como está tomando suas decisões em momentos ruins com relação às empresas das quais você é sócio?

O movimento mais inteligente de comprar ações na baixa requer estômago, a gente sabe. Mas é o que vai definir se você um Ronald Wayne ou não. Quem aproveitar estes momentos e comprar ações da Apple vai comemorar ao invés de sentir o gosto amargo que sente hoje o ex-sócio-ansioso-por-12-dias.

Seja um grande investidor e não um Ronald Wayne! Comece agora.

Entenda: excluindo os fatores político-econômico dos Estados Unidos, a Apple segue com excelência vendendo iPhones, Macs e outros tantos produtos. Por isso, a oscilação negativa do curto prazo será dissipada no longo prazo. Os momentos de baixa são atenuados nos prazos maiores, ainda mais no caso de companhias com robustez e potência de mercado como a Apple. As quedas parecem apocalípticas no curto prazo, mas recompensam quem mira longe:

Untitled-2

Vamos fazer mais uma provocação sobre “longo prazo” usando novamente a Apple como exemplo. Sabe quanto teria hoje uma pessoa que tivesse decidido investir os U$ 599 que custavam o primeiro iPhone em 2007?

Mais de U$ 8 mil.
Colocando ainda mais de prazo nesta análise, os mesmos U$ 599, se investidos em 1997 (ano do retorno do Steve Jobs à Apple) valeriam hoje mais de U$ 143 mil! Este é o poder de pensar no longo prazo quando você é sócio de grandes empresas.

Como comprar ações da Apple?

Então, como aproveitar essa promoção e comprar ações da Apple? Acredite: é mais simples do que você imagina. Como falamos no início do post, quem investe com a Warren, investe nas maiores empresas, como Google, Netflix, Amazon - e a própria Apple.

Se você já é investidor de renda variável na plataforma, cada aporte novo que você faz coloca o Warren para trabalhar. Ele busca as melhores oportunidades em ações e diversifica as compras com a inteligência - e também com a "frieza potencializadora de resultados" que o investidor arrojado precisa, mas nem sempre consegue colocar em prática.

O fundo de ações americanas da Warren investe nas 500 principais empresas americanas. A missão é seguir fielmente o S&P500, o principal índice americano, e neutralizar o efeito do dólar. Como resultado final da união do asset allocation ideal com a seleção dos melhores produtos, você tem portfólios inteligentes, diversificados, com alocação global, segurança e performance.

Por isso, aproveite a promoção da Apple e de outras empresas americanas e faça novos aportes no seu portfólio de ações.