—  Warren
Cardápio chinês!

Imagine que você embarcou para uma viagem mega blaster à China e, antes de ir, fez uma aulinha que outra de chinês.

No entanto, existem duas certezas nesta vida: a primeira é que a teoria é BEM diferente da prática e a segunda é que falar chinês é difícil pra c#$%&$*!!! ?

Mandarim na veia!

Mas você foi… cheio de coragem e doido pra tentar as infinitas entonações do “A” no mandarim.

Chegando lá, você descobriu que realmente a missão era quase impossível. Nas zonas mais turísticas era possível falar inglês e, por isso, se virou bem. Só que você queria algo mais “roots”, você queria sentir a vida chinesa de verdade e procurou por lugares fora do mainstream. Tudo muito lindo e diferente do que você já havia presenciado.

Eis que, em algum momento, a fome apareceu! Procurou um simples restaurante local. Ao redor, só pessoas falando em chinês e ninguém, NINGUÉM, que soubesse algo em inglês. E, na sua mesa, o cardápio era exatamente esse:

cardapio chines

A pergunta que não quer calar: qual seria a chance de você pedir um ensopado de carne de cachorro, mesmo sendo vegetariano e protetor dos animais? Pequena? Grande? Média?

Complicado, não!?

É mais ou menos isso que acontece no mundo dos investimentos. Você vê milhares de opções, um “shopping center financeiro”, não entende nada do que está escrito ou acontecendo e fica sem noção do que fazer!

Você até quer investir bem o seu dinheiro, mas com um cardápio tão complicado de entender, fica mais fácil deixar na poupança mesmo.

Ou então você pensa, “mas eu posso perguntar para alguém”.

É, pode sim!

Você também poderia ter se comunicado com o garçom chinês e confiado que daria tudo certo! E poderia dar! Mas e se o garçom recebe uma comissão maior por vender o prato de ensopado de cachorro e quase nada de comissão por indicar uma massinha básica e deliciosa? Provavelmente você comeria o ensopado, amigão!

Ele, o garçom, não indicaria o que é delicioso para você, e sim o que seria delicioso para o bolso dele. Sacou?

Isso se chama conflito de interesse e acontece (e muito) quando você busca dicas do seu gerente de banco ou assessor.

Que batata quente, né!? O que fazer diante de tantos dilemas? Fora que pra complicar ainda mais, diferente do cardápio chinês, a palavra investimentos carrega o estereótipo de algo chato, enfadonho, difícil e caro!

Mas tem como ser diferente? Claro que tem!

Tem uma onda bem forte de gente que quer virar de ponta cabeça essa indústria de investimentos, criando soluções 100% alinhadas com o cliente, usabilidade simples e divertida e tão seguras quanto qualquer outra instituição.

Um exemplo: o Warren!

“Ah, não vale, vocês trabalham no Warren!”

Sim, por isso que podemos falar dele com bastante propriedade, mas tem outras fintechs preocupadas com isso também: a Vérios, por exemplo!

O Warren nasceu para ajudar você a investir bem o seu dinheiro.

Investir não precisa ser chato, não precisa ser difícil e não deve NUNCA ter conflito de interesses.

fale com warren

(Photo By freddie marriage)