—  Objetivos e Sonhos
"Obrigado mãe por não ter deixado eu comprar salgadinho todos os dias!”

O Warren acredita que investir bem pode proporcionar muitas coisas legais para você e para a comunidade a sua volta. E o melhor mesmo é ouvir os pensamentos e crenças que você têm sobre “investimentos”. Por isso perguntamos pra geral: “Por que investir pode ser muito bom?” 🙂

Quem inaugura esse novo espaço, é o Léo!

Criando experiências de vida

Por: Leonardo Moraes de Oliveira

Casa, carro, viagens, um bom padrão de vida… sem dúvida, são sonhos que invadem nossos pensamentos ao menos uma vez por mês (para não dizer todo o santo dia!) e que fazem parte não apenas dos meus planos, mas de qualquer um que queira ser e ter mais do que é e/ou tem hoje. E começar a investir bem é o primeiro passo para a realização dos nossos desejos. No entanto, não vejo os investimentos apenas como um pilar para aumentar meu patrimônio, adquirir minha casa dos sonhos ou ter o carro do ano (ou da década, por que não?), mas, sim, como uma forma de criar experiências de vida para poder passá-las adiante.

De modo geral, sobre cuidar do dinheiro, somos altamente influenciados pelos traços da nossa personalidade, histórico familiar e o desenvolvimento ou não de certos costumes, como guardar o troco do pão todas as manhãs ao invés de comprar aquela minúscula barra de chocolate para saciar uma vontade, muitas vezes, trivial e momentânea. Não vou mentir e dizer que sempre guardo o troco do pão no cofrinho, ou que nunca comprei barras de chocolate minúsculas apenas por comprar, mas, mesmo que poucas vezes, essas simples ações de economizar aumentaram meu desejo de investir e fazer algo útil com o meu dinheiro.

Particularmente, ao investirmos qualquer quantia, por menor que seja, já será o suficiente para que, no tempo certo, possamos visitar aquela praia maravilhosa, pular de paraquedas ou ler um bom livro em locais isolados e afastados de tudo, onde possamos nos preocupar apenas com nós mesmos, esquecendo dos problemas do dia a dia, como aquela conta prestes a vencer ou a discussão com o chefe. Ao não trabalharmos para o dinheiro, a vida fica mais fácil, prazerosa e as oportunidades, emoções, histórias e experiências começam a surgir em momentos  inesperados, o que torna tudo mais divertido e gostoso de ser ver, sentir e fazer.

É claro que nem tudo são flores e as moedas de R$ 1 não irão se transformar magicamente em notas de R$ 10. É preciso muito trabalho e paciência, já que ter tempo para investir tornou-se algo dispensável graças a tecnologia, afinal, chegamos ao ponto em que basta colocar o dinheiro nas mãos de um robô e ver as coisas acontecerem sem maiores complicações ou preocupações (e ainda tem aqueles que dizem não terem tempo ou disciplina para investir bem…ah, e por favor, vamos fugir da poupança!).

Não é de hoje que venho me disciplinando, cada vez mais, para poupar meu dinheiro (obrigado mãe por não ter deixado eu comprar salgadinho todos os dias!!!). A cada centavo que tenho de rendimento, consigo deixar as preocupações de lado e focar no que realmente importa: sorrir, viajar, contar e viver histórias diferentes todos os dias. Nada disso seria possível se aquela fração do meu salário não “trabalhasse” para me render bons frutos. Isso é o que faz investir ser tão importante para mim.

(Photo By Carl Cerstrand)
Este post foi escrito, sem qualquer remuneração, por um cliente (que já consideramos um amigo e chamamos de um Warren :)), expressando seu ponto de vista sobre como investir pode ser bom!