—  Bê-a-bá dos Investimentos
As maiores empresas dos EUA

O IVVB11 é um ETF que investe nas principais ações de empresas dos Estados Unidos.

Rompendo fronteiras

O mercado financeiro brasileiro representa apenas 1% do mercado mundial, por isso, para ter um portfólio de ações eficiente e diversificado é importante romper fronteiras. Nos Estados Unidos estão as maiores empresas do mundo.

O nosso dia a dia é cercado de empresas americanas. As maiores fabricantes do mundo do computador, notebook, celular ou tablet que você está usando para ler este texto são de lá: Apple, Dell e HP .

Ok, você pode até estar com um Samsung em mãos, mas lembre que o software que ele usa é do Google, então você não conseguiu “escapar”. E, provavelmente, você tem aí o Facebook e o Uber, confere?

Realmente é dificil escapar. Uma consultoria recente realizada pela Ernst & Young levantou que a lista das 10 maiores empresas do mundo é preenchida 100% por empresas americanas.

E quais são?

Alphabet (empresa que controla o Google), Apple, Microsoft, Berkshire Hathaway, Texas Exxon Mobil, Amazon, Facebook, General Eletric, Johnson & Johnson e Wells Fargo.

Como elas são empresas gigantes e tão importantes na vida de milhões ou bilhões de pessoas ao redor do mundo, você precisa ser sócio delas!

Para fazer isso, existem quatro caminhos:

  1. Você pode abrir conta em uma corretora nos Estados Unidos, enviar recursos para lá e comprar diretamente as ações que deseja ou investir em um ETF, como o IVV, que diversifica nas 500 maiores empresas.

Como não existem empresas brasileiras nos EUA que ofereçam uma solução eficiente e transparente, você precisará realmente abrir conta em uma corretora gringa e “se virar”.

  1. Você pode comprar diretamente no Brasil o ETF IVVB11 ou ISPX11.

Ambos são ETFs que buscam replicar o movimento do S&P500. Porém, somente investidores classificados como “super qualificados” (patrimônio de mais de R$ 1 milhão) podem investir nesses ETFs.

  1. Você pode investir através de um Gestor de Carteira. Quando você dá poder para um Gestor tomar as decisões por você, ele pode investir nos ETFs de S&P500 para você.

  2. Você pode investir em um fundo de investimentos que invista diretamente em ações americanas ou invista nos ETFs.

Como o fundo é administrado por um Gestor credenciado pela CVM para a função, ele tem o poder de adicionar esses produtos ao portfólio.

Existem diversos fundos assim no Brasil, como o FI Multimercado S&P 500 Mais do Bradesco.

Bom, são quatro alternativas interessantes, mas ainda tem uma quinta opção que é a melhor de todas?

Sim, como você deve estar imaginando, a quinta opção é investir pelo Warren! 🙂

No portfólio de ações do Warren, o investimento em empresas americanas é feito através do ETF IVVB11.

Este ETF é administrado pela BlackRock, uma das maiores administradoras de ETFs do mundo.

A sua estratégia é replicar o índice S&P 500 (500 empresas mais relevantes dos EUA).

Além de investir nas 10 maiores empresas citadas anteriormente, este ETF investe em outras conhecidas, como: Coca-Cola, Disney, Intel, Visa, Oracle, McDonalds, Starbucks, Nike, Colgate-Palmolive, Time Warner, Ford, Paypal, GM, Fedex, Netflix, Goodyear e Yahoo.

Investir no S&P500 traz uma diversificação ainda maior em setores da economia que não têm representantes fortes na bolsa brasileira, como tecnologia e entretenimento.

Abaixo a diversificação por setores da economia:

grafico

Mas a parte mais legal vem agora. O Warren faz uma operação de hedge com derivativos para neutralizar o efeito do dólar ao investir neste ETF.

Complicado? Nem tanto!

Os ETFs de S&P500 no Brasil têm seu retorno baseado em duas variáveis: o próprio S&P500 e o dólar.

Se as empresas americanas se valorizarem nos EUA, mas o dólar cair no Brasil, o ETF não vai se valorizar. Isso seria ineficiente demais para estar no portfólio do Warren.

Por isso, para cada posição comprada no IVVB11 o Warren faz uma posição vendida em contratos futuros de dólar ou uma posição em contratos de opções. Essa operação de hedge consegue neutralizar o efeito de moeda.

Se o Google lançar uma ferramenta incrível, a Apple lançar um produto insuperável ou a Disney lançar um filme que lote as salas de cinema no mundo todo…

…você verá a valorização dessas empresas no seu portfólio, independente de oscilação do dólar.

O outro ETF “concorrente” do IVVB11 é o ISPX11, administrado pelo Itaú e que também busca replicar o movimento do S&P500 investindo através do SPY.

Ele é uma ótima opção de investimento e, futuramente, pode fazer parte do portfólio de ações do Warren, porém foi vencido pelo IVVB11. Na escolha dos ETFs para os portfólios são analisadas a eficiência, custo e liquidez.

Resumindo

Ao investir em IVVB11 você está investindo nas 500 principais empresas dos EUA e diversificando em vários setores. Você vai participar da distribuição de lucros e da valorização das empresas.

fale com warren

(Photo By Patrick Tomasso)