—  Bê-a-bá dos Investimentos
Nota do Tesouro

A Nota do Tesouro Nacional Série F é um produto de Renda Fixa semelhante à Letra do Tesouro Nacional. Ambos são títulos do governo no qual a rentabilidade é fixada no momento da compra. A única diferença é que a NTNF paga juros semestrais.

Como assim parecida com a LTN?

Seria mais ou menos como emprestar dinheiro para um amigo a uma taxa combinada previamente e com pagamentos de juros entre o início e o fim do empréstimo.

Quer saber mais sobre a LTN, clique aqui 🙂

Digamos que você empreste R$ 5 mil a um amigo e combine que o amigo devolverá, ao total, R$ 5.500,00 em 6 meses. No terceiro mês, ele pagará R$ 250,00. Então você fixou uma taxa de 10% de juros a ser paga em 6 meses com um pagamento antecipado de metade dos juros combinados.

Quando você compra uma NTNF você está emprestando dinheiro ao governo com a taxa de juros pré-definida. A taxa Selic é usada como parâmetro.

Se ela estiver em 10% ao ano, quando o governo for emitir uma NTNF ele terá esse 10% como base.

Sendo pré-fixada, você sabe antes qual serão os juros que você vai receber. Porém, títulos pré-fixados trazem uma possibilidade maior de oscilação de preços.

Como os títulos são negociados todos os dias, se a taxa de juros subir, surgirão outros títulos com retornos melhores. Por isso o título que você já tem tende a se desvalorizar.

O pagamento de juros semestrais da NTNF diminui um pouco esse possível sobe e desce dos preços.

Todos os títulos do tesouro tem uma data de vencimento, que é quando o governo devolve o valor principal investido.

Uma fatia de bolo agora, outra depois!

Resumo: ao investir em uma Nota do Tesouro, você está emprestando dinheiro para o governo.

O risco é muito baixo e os juros que ele vai pagar em troca são fixados anteriormente. E os pagamentos são semestrais.

Você pode resgatar quando quiser, mas pode sofrer com a oscilação negativa do preço se resgatar antes.

fale com warren

(Photo By Toa Heftiba)