—  Bê-a-bá dos Investimentos
Principais Empresas

PIBB11 é um ETF que investe nas principais ações de empresas da bolsa brasileira.

Já sabe o que são Ações?

Resumidamente, uma ação é uma pequena fração de uma empresa. Ao comprar uma ação, você se torna sócio dessa empresa, recebendo parte dos lucros (dividendos) e ganhando caso o preço das ações se valorize. Se quiser aprender mais, veja este artigo.

E ETFs?

Um ETF (Exchange Traded Fund) é um grupo de diversas ações. Ao investir em um ETF, você está, automaticamente, investindo em todas as ações da carteira deste ETF. É a forma mais eficiente, e de menor custo, para diversificar o investimento em ações. Se quiser aprender mais, clique aqui!

Existem empresas pequenas, médias e grandes com ações negociadas na bolsa brasileira. As grandes são conhecidas como large caps ou blue chips (fichas azuis). O termo surgiu nos EUA, na década de 20, e é originário dos cassinos, nos quais as fichas azuis são as mais valiosas.

As blue chips são empresas de grande porte, estabelecidas, com crescimento sólido, geração de receita e lucro, principalmente a longo prazo, e com bom relacionamento com o mercado.

São também conhecidas como “ações de primeira linha”. São as mais procuradas e, por isso, as que são mais negociadas na bolsa.

Quando você investe em ações de grandes empresas, vira sócio delas e vai participar da distribuição de lucros e da valorização do preço das ações.

E uma grande empresa…

…tende a refletir no seu resultado os acontecimentos da economia do país.

Com uma economia aquecida, as empresas geram mais receita, mais empregos, distribuem mais lucros e o preço das ações sobem.

Via de regra isso acontece para todas, porém, algumas empresas ou setores da economia podem ser mais ou menos sensíveis.

Por exemplo, uma empresa do setor de construção tende a ver uma redução maior nos negócios em momentos de economia fraca, diferentemente de uma empresa do setor alimentício.

Mas, então, o que fazer para investir bem em grandes empresas? Diversificar.

É preciso distribuir os investimentos em diversos setores e em diversas empresas dentro desses setores.

No portfólio de ações do Warren, o investimento em Blue Chips é feito através do ETF PIBB11. Este ETF é emitido pelo Itaú e a sua estratégia é replicar o índice IBrX 50 (Índice Brasil 50) criado pela BM&FBOVESPA.

O ETF investe nas 50 empresas de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro. Entre as maiores estão: Ambev, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Ultrapar, Brasil Foods, Braskem, BR Malls, BM&FBovespa.

Abaixo a diversificação por setores da economia:

grafico

Existem outros ETFs que são “concorrentes” do PIBB11: o BOVA11, administrado pela BlackRock e que busca replicar o movimento do Ibovespa (principal índice do mercado brasileiro) e o BRAX11, também administrado pela BlackRock e que busca replicar o IBrX 100 (100 principais empresas).

Ambos são ótimas opções de investimento e, futuramente, podem fazer parte do portfólio de ações do Warren. Atualmente foram vencidos pelo PIBB11, pois na escolha dos ETFs para os portfólios são analisados: eficiência, custo e liquidez.

A palavra é: diversificar!

Diversificar é uma ordem!

Quando você investe em PIBB11, você está, automaticamente, diversificando ao investir nas 50 principais empresas do Brasil.

Ah, também está participando da distribuição de lucros e valorização destas empresas.

fale com warren

(Photo By Paul Summers)