—  Objetivos e Sonhos
Uma renda mensal no futuro!

Para a construção do Objetivo “Renda Mensal” você deve ter em mente dois fatores: o patrimônio a acumular e o peso da inflação no valor deste dinheiro.

O patrimônio a acumular é quanto você precisa juntar para viver dos seus investimentos. Digamos que um portfólio de investimentos renda em torno de 1,2% por mês. Se você juntar R$ 500 mil, vai ter um rendimento mensal de R$ 6 mil.

Supondo um cenário sem inflação e com a rentabilidade se mantendo em 1,2% ao mês, você, seus filhos, netos e bisnetos teriam, para sempre, essa renda de R$ 6 mil.

Porém, a inflação existe e é preciso controlá-la.

Ela é uma vilã que age sorrateiramente. 🙁

Corrói o poder de compra do seu dinheiro e você só percebe quando não consegue comprar as mesmas coisas que comprava antes com o mesmo valor.

Aquela nota de R$ 50,00 segue com o mesmo “5” e o mesmo “0” impressos no papel. No entanto, ela não compra mais o mesmo produto que antes conseguia comprar.

E se você olhar isso no longo prazo o problema é ainda maior. Uma taxa de inflação de 5% ao ano resulta em 100% de inflação em 14 anos!

Comprando agora e no futuro!

Por isso, quando você construir um portfólio para buscar uma renda mensal, é importante que essa renda compre, no futuro, o mesmo que ela compra agora.

O cálculo a ser feito é projetar a inflação para frente para descobrir quanto você precisa ter.

Como ninguém tem uma bola de cristal para saber quanto será a inflação, uma das alternativas é usar a média passada.

O Warren utiliza a média da inflação dos últimos 10 anos, que foi de 5,9% ao ano, para fazer as projeções.

Então, se você quer ter uma renda mensal de R$ 5 mil em 10 anos, essa renda precisará ser de R$ 9 mil para que, provavelmente, você compre as mesmas coisas que os R$ 5 mil compram hoje.

Sacou?

Usando o exemplo do 1,2% de rentabilidade ao mês, para ter uma renda de R$ 9 mil mensais você precisaria juntar R$ 750 mil.

Mas a inflação não para aí.

Após atingir os R$ 750 mil e ter um rendimento de R$ 9 mil por mês, você precisará seguir tomando cuidado com a inflação para manter o mesmo poder de compra.

Esses R$ 9 mil vão perdendo valor conforme a inflação vai avançando. O correto é você gastar somente o rendimento real e reinvestir o “peso” da inflação.

Complicado? Calma, vamos explicar.

Se você tem um rendimento de 1,2% ao mês e a inflação for de 0,5% ao mês, o ideal é que você gaste a diferença, ou seja, 0,7%.

Se você acumulou R$ 750 mil, significa que pode gastar, sem culpa, R$ 5.250,00 (0,7%).

E o ideal é que você reinvista R$ 3.750,00 (0,50%).

Fazendo isso você manterá o poder de compra da sua renda mensal e poderá, não só manter essa renda para você, como também para toda a futura geração.

fale com warren

(Photo By Zane Carter)