—  Bê-a-bá dos Investimentos
Tesouro Inflação

O Tesouro Inflação, ou Tesouro IPCA, é um produto de Renda Fixa oficialmente conhecido como Nota do Tesouro Nacional Série B. Por ter parte da sua taxa composta pelo IPCA (índice de preços ao consumidor amplo) acabou adotando “inflação” ou “IPCA” ao nome.

IPCA?

O IPCA é o índice de inflação oficial do governo brasileiro, calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É utilizado como referência para verificar se a meta estabelecida para a inflação está sendo cumprida.

Além do IPCA, a NTNB é composta por uma taxa pré-determinada no momento da compra. Então ela é um título do governo que tem um fator pós-fixado, o IPCA, mais um fator pré-fixado.

Antigamente se chamavam “dois em um” os aparelhos que tocavam fita cassete e rádio. Pois, então, esta é a NTNB!

A taxa de juros pré-fixada que o governo vai pagar terá como referência inicial a Selic menos o IPCA. Por exemplo, se a Selic está em 15% ao ano e o IPCA está em 5% ao ano, então a taxa pré-fixada ficará ao redor de 10%.

Já a parte atrelada ao IPCA é adicionada entre a entrada e a saída no título.

Então, voltando ao exemplo, se você investiu em um Tesouro Inflação que paga 10% de juros ao ano e ao final do período o IPCA foi de 5%, você terá um retorno de 15%.

A inflação pode ser um monstro muito malvado. Ela come o poder de compra do dinheiro e faz isso de forma sorrateira.

Digamos que você tenha hoje uma maleta de dinheiro com R$ 50 mil em notinhas novas de R$ 10,00. Você é meio maluco e gosta de admirar todo o dia, antes do café da manhã, as notas limpinhas e organizadas na maleta. Assim, decide guardar a maleta, em casa, debaixo da cama.

Passado um ano, elas continuam lá, lindas e perfeitas, mas, se a inflação do período foi de 10%, aqueles R$ 50 mil, na verdade, estarão valendo R$ 45 mil.

Note que você não gastou nada, elas ficaram escondidas debaixo de sua cama, mas o poder de compra delas diminuiu. Por isso investir é tão importante e por isso a variável do IPCA na NTNB é fundamental em todo o portfólio, pois dá proteção contra a inflação, proporcionando o chamado “ganho real”.

Todos os títulos do tesouro têm uma data de vencimento, que é quando o governo devolve o valor principal investido.

Resumo: ao investir em Tesouro Inflação você está emprestando dinheiro para o governo com risco muito baixo.

Parte dos juros que ele vai pagar em troca são pré-fixados e pós-fixados.

Você pode resgatar quando quiser.

(Photo Markus Spiske)