Você tem o hábito de gastar sem querer gastar?

Já percebeu como seus hábitos podem estar prejudicando sua vida financeira? Vamos mudar essa realidade!

Mariana Santa Ritta

Mariana Santa Ritta

Autora do Papo de Grana

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Esses dias eu estava lembrando de quando eu entrei na faculdade e fiz uma bolsa de iniciação científica em que eu recebia R$ 440,00 para trabalhar 4h/dia. Na época, um dos meus hábitos era deixar todos os dias R$ 20,00 na carteira. Podia não querer comprar nada, mas só pelo fato de ter dinheiro no meu bolso, eu só sossegava quando gastava até a última moeda. SEMPRE. MESMO, rs.

No fim das contas, passei quase um ano lá e não juntei um real! Mesmo quando eu não tinha com o que gastar, eu pensava: “Ah, mas esse dinheiro tá aqui no meu bolso, dinheiro é para gastar mesmo”. E eu sei que eu não fui a única que pensava assim.

Assim como eu, muitas pessoas crescem com essa mentalidade de “dinheiro é para gastar!”, “você só vive uma vez”, “e se o amanhã não chegar?”. O problema é que geralmente chega.  E quando chega, ele chega cobrando

Vontade a gente tem – e muita! – de juntar uma grana, de realizar nossos objetivos, de não viver nesse aperto. Mas, por alguma razão, sempre tem algo que nos puxa e nos faz gastar com o que não precisamos. 

É um ciclo vicioso que começa por uma busca insana pelo dinheiro e, quando conseguimos, gastamos TUDO e até nos endividamos! Você já parou para pensar no porquê disso? E mais: tem como mudar isso?

Olha, dá pra fazer, hein! Mas você precisa entender que finanças estáveis dependem de um emocionado equilibrado, ou seja, você precisa estar com a cabeça no lugar. 

Por que eu faço o que faço?

Antes de você se martirizar pelo que você faz, calma aí: considere seus hábitos. Provavelmente, seu cérebro curte poupar energia e por isso você faz muitas coisas no piloto automático. Exemplo? Quando você escova os dentes, você pega primeiro a pasta ou a escova? Você amarra o cadarço do pé direito ou esquerdo primeiro? Rá, te perdeu, né?

via GIPHY

Você já leu o Poder do Hábito, de Charles Duhigg? O autor explica como se formam os hábitos e como identificar gatilhos na sua cabeça para recriar novos hábitos mais saudáveis. No livro, existe a história de uma pessoa que fazia o mesmo caminho para o trabalho todos os dias. Nesse trajeto existia uma padaria em que ela sempre parava e comprava algo. Amarrar o cadarço ou escovar os dentes não dói no bolso, mas no exemplo do livro, sim!

Quem nunca comprou um cafezinho ou um salgado só por comprar? Saiba que esses R$ 8,00 por dia, que aparentemente não doem,  podem mudar a sua vida financeira e a relação que você tem com seus objetivos. Veja o exemplo:

Valor Diário

Valor Mensal (22 dias úteis)

Valor Anual (12 meses)

R$ 8,00

R$ 176,00

R$ 2.112,00

Caraca! com essa grana, dá pra começar a planejar uma baita viagem! Se liga: 

(Clique aqui para conferir essa  outras passagens)

Claro que para viajar a passagem não é o único custo: você tem que se alimentar, beber, curtir, passear, dormir, conhecer, enfim. Mas já é um grande passo para você começar a planejar seus objetivos

E na vida real, como que funciona?

Vou dar o meu próprio exemplo de quando eu era bolsista: na época em que ganhava mensalmente os R$ 440,00, eu não tinha noção alguma de como administrar meu dinheiro. Esse pensamento a longo prazo, que desenvolvi depois, não existia. Programar uma viagem, como falamos ali em cima, não era possível na minha cabeça: eu tinha apenas R$ 20,00 por dia e fazia questão de gastar.

Descontava a minha frustração por não conseguir realizar as vontades que tinha comprando coisas que cabiam no meu suposto orçamento de R$ 20,00.

Ficava feliz, no momento, com qualquer coisa que tivesse comprado; mas depois eu nem lembrava e a viagem que eu queria fazer ficava cada vez mais longe.

Essa auto-sabotagem que a gente faz, na verdade, tem um fundo psicológico. É necessário que a gente assuma isso para nós mesmos. Primeiro entender como funcionam nossos hábitos; depois, identificar quais são os gatilhos que nos levam a repeti-los. A partir daí, começar a mudar a rotina! Troque o caminho para ir até o trabalho, leve sua própria marmita, troque o uber pela bike, enfim! Você precisa trocar seus hábitos que estão fu*$%#@ sua vida financeira para conquistar objetivos maiores.

A mudança começa quando eu deixo de lado o imediatismo

R$ 20,00 são R$ 20,00, eu sei. Já conversamos sobre o poder que essa grana diária tem pensando no longo prazo. Dê uma olhada:

Valor Diário

Valor Mensal (22 dias úteis)

Valor Anual (12 meses)

R$ 20,00

R$ 440,00

R$ 5.280,00

R$ 5k é muito dinheiro! O que é possível fazer com esse valor? Depende dos seus objetivos, você é o condutor da sua vida e sabe melhor do que ninguém o que você quer fazer. Existe mais um segredo que vou te contar: se você investir esse seu dinheiro mensalmente (FIQUE LONGE DOS BANCOS E DA POUPANÇA!!!!!), no final desse um ano, vai ter uma graninha a mais. 

Investimento Inicial

R$ 440,00

Investimento Mensal

R$ 440,00

Quantidade de Meses Investindo

11 meses

Rentabilidade do Investimento

100% CDI (6,5% ao ano) 

Valor final

R$ 5.436,66

Ficou confuso com esse tal de CDI? Relaxa que temos uma vídeo aula explicando esse assunto! Clique aqui para assistir 

Quando começamos a deixar de lado o imediatismo que somos conduzidos pelos nossos hábitos, fica mais fácil acreditar que você pode conquistar seus objetivos! Às vezes dói mais pensar no longo prazo mas com certeza a recompensa é muito maior. Imagina só, você, comprador de salgados e cafés, viajando para a Europa no próximo ano! 

E aí? Que tal, hoje, você começar guardando R$ 20,00, R$ 10,00 ou R$ 5,00? Prometo fazer o mesmo hoje, amanhã e sempre.

Conta comigo e toda a galera do Papo de Grana para te dar esse empurrãozinho quantas vezes forem necessárias!

Aquele abraço e até a nossa próxima conversa!

Compartilhe com @s amig@s!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Gostou do conteúdo?

Cadastre-se e receba novidades.